Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

riscos_e_rabiscos

.

.

Pepper reencontra o Mac.

Como já vos disse, tive cá o meu cunhado e não parei. Um dos dias fomos dar uma volta até ao Dolce Vita Tejo. Já se sabe que o pessoal gosta de conhecer os novos espaços comerciais. Estava um calor do caraças tanto fora do centro comer cial como lá dentro. O que nos estava mesmo a apetecer era comer um gelado fresquinho, fresquinho!
Andámos a sondar os quiosques que vendiam gelados muito apetitosos mas que nos faziam perder a vontade assim que olhávamos para os preços. Continuamos a passear até que nos deparamos com o Pato Donald, mais conhecido por MacDonald's! 
Como não sou nada apreciadora das iguarias MacDonaldianas, não entrava lá há anos! Das poucas coisas que como ainda são os gelados. Como eram menos caros, com mais quantidade e com proposta sedutoras, optámos por comer os gelados daqui. Como sou fã nº 1 do chocolate Kit Kat, escolhi o MacFlurry Kit Kat, os outros dois gulosos que me acompanhavam (o N. e o irmão) escolheram o MacFlury M&M.
Ficámos um bocadinho decepcionados. Eu pensava que o meu gelado teria pedacinhos grande de Kit Kat, o que não aconteceu, como podem ver pela foto, e eles como já tinham comido o de M&M sabiam que o gelado teria "metades" no gelado. Wrong! Só tinha uns pózinhos também.
Para nos consolar um bocadinho desta decepção, surge-nos uma moça a oferecer uma iguaria nova do quiosque dos cafés Jeronymo: iogurte com papaia. Foi pena não estar estupidamente gelado... Acho que éramos capaz de comer um balde! :P
E foi assim o meu reencontro com o Mac, a minha tarde de Vida Doce (Dolce Vita) e a nova experiência com o jeronymo...

Instantes das minhas Férias.

 

A primeira ida da minha mãe ao restaurante chinês.

 Adoro as torres eólicas que enfeitam a nossa paisagem.  

  A minhas flores silvestres.

Os morangos da minha prima. 

 Eu em viagem... (favor não reparar nos presentes de pombo no vidro).  

A barragem do Alqueva, a parte das turbinas

(atenção diz-se AlquÉva, com é acentuado e não à super-tia, quem é alentejano abe o que digo) 

A Barragem do Alqueva na parte da marina. 

 Bolotas no carrasco na Barragem do Alqueva.

A belíssima paisagem alentejana.

O nosso lanche. :PPP

 

 

Férias Inesquecíveis

 

Estava a comer uma maçã e a scanerizar fotos quando me deparei com algumas que me fizeram rir. Recordaram-me um episódio passado comigo e uma amiga minha.

 

Há alguns anos atrás, duas belas raparigas – eu e a minha amiga – fomos passar umas férias juntas. Neste caso, eu fui para a casa dela fora de Lisboa.

 

Éramos duas gajas a gozar o dolce fare niente num verão de calor infernal. Passávamos os dias de papo para o ar, ou ficávamos de molho na piscina ou íamos até ao rio. Quer-se dizer, ia ela. Eu não. Primeiro, porque não sei nadar (vá lá, não gozem!) e segundo porque rios e beiras de rio com pés descalços não. Começa logo a minha imaginação a fermentar na cabeça… Bichos, bichinhos e bicharocos…

 

À noite íamos tomar café ou comer um geladinho na esplanada. Mas também fomos à disco. Fomos a uma Festa da Espuma espectacular, da qual vim com os sapatos óptimos para ir para o lixo. Sempre escoltadas pelo pimo, claro, que era o gajo que nos aturava nestas maluqueiras.

 

Houve um dia em que fomos passear. Destino: Peneda-Gerês. Lá fomos nós, estrada afora, curvas e contracurvas, um foguinho aqui e outro ali e um calor que não nos dava descanso.

Finalmente, chegámos ao parque. Andámos a meter o nariz em todas as pedras e pedregulhos, corremos para debaixo de todas as árvores e arbustos para fugir do sol escaldante e tivemos vários encontros imediatos com os animais que por ali andam à solta.

 

Às tantas encontrámos os cavalos selvagens que ali existem. Ficámos imediatamente embevecidas a olhar para eles. Claro que se até agora tínhamos tirado fotos em todo o lado e mais algum, com os belos equídeos não podíamos abrir excepção.

 

As duas belas compõem-se de cima abaixo, ajeitam as malinhas, treinam os seus melhores sorrisos e aproximam-se dos cavalos. Eu fui a primeira tirar a foto. Cheese!!! Mais uma foto para a posteridade. Seguiu-se a vez da minha amiga. Mais uma vez… cheese!... Aiiiiiiiiiiiiii!!!... O desgraçado do cavalo abocanha a mala da minha amiga!!! Ela puxa a mala, com toda a força, para a arrancar da boca do cavalo e desata a fugir a sete pés! É que você não sabem, mas as duas belas tinham umas malas super giras de palhinha. Devem ter parecido tão apetitosas ao cavalo que resolveu ir provar a da minha amiga!

Resultado: na foto vê-se uma imagem tremida de uma mala a ser arrancada de umas belas dentuças equídeas. Imaginem a cena!

 

A foto que aqui coloquei foi desse dia. Imaginem-nos ali no meio, ao pé dos cavalinhos a querem comer-nos as malas.

Já agora, alguém consegue adivinhar quem era a minha amiga? Quem acertar ganha um rafaello!